Os verbos são formados por um radical mais uma terminação. As terminações são diferentes, conforme as flexões em número, pessoa, modo e tempo verbal que apresentam.

Encontram-se definidas três estruturas de conjugação verbal: a 1.ª conjugação para verbos terminados em –ar, a 2.ª conjugação para verbos terminados em –er e a 3.ª conjugação para verbos terminados em –ir.

Existem, contudo, verbos que não se encaixam nesses modelos fixos de conjugação verbal, possuindo alterações nos radicais e nas terminações quando conjugados. São chamados de verbos irregulares.

Exemplos de verbos irregulares

Veja aqui a lista com todos os verbos irregulares.

Conjugação de verbos irregulares

Não existe regra para a conjugação de um verbo irregular. Em alguns verbos irregulares, as alterações ocorrem apenas nos radicais. Em outros, as alterações ocorrem apenas nas terminações. Em alguns casos, as alterações ocorrem tanto nos radicais como nas terminações.

Ser classificado de verbo irregular não significa que todas as suas formas conjugadas sejam irregulares, sendo possível que haja formas conjugadas de verbos irregulares que se encaixam nos modelos de conjugação regular.

Exemplos de verbos irregulares com alterações nos radicais

  • Verbo medir: eu meço (o radical é med-);
  • Verbo pedir: eu peço (o radical é ped-);
  • Verbo trazer: eu trago (o radical é traz-);
  • Verbo ouvir: eu ouço (o radical é ouv-).

Exemplos de verbos irregulares com alterações nas terminações

  • Verbo dar: eu dou (a terminação regular é –o);
  • Verbo estar: eu estou (a terminação regular é –o);
  • Verbo querer: ele quer (a terminação regular é –e);
  • Verbo dizer: ele diz (a terminação regular é –e);
  • Verbo fazer: ele faz (a terminação regular é –e).

Verbos irregulares x verbos regulares

Além dos verbos irregulares existem os verbos regulares, que encaixam em modelos fixos de conjugação verbal, não apresentado alterações nos radicais e nas terminações quando conjugados.