A regência do verbo chamar é mais complexa do que se pensa, não havendo também unanimidade entre todos os gramáticos. O verbo chamar apresenta uma pluralidade de significados, podendo atuar como verbo transitivo direto, transitivo indireto, transitivo direto e indireto, intransitivo e pronominal

Chamar como verbo transitivo direto

O verbo chamar é transitivo direto, estabelecendo regência sem a presença de uma preposição, com o sentido de pedir que alguém ou algo venha, bem como de convocar, pedindo a presença. 

  • Chamar a mãe;
  • Chamar você;
  • Chamar o namorado;
  • Chamar a polícia;
  • Chamar o médico;
  • Chamar o elevador;
  • Chamar um táxi;
  • Chamar um Uber;
  • Chamar a atenção;
  • Chamar o nome;
  • ...

Chamar como verbo transitivo direto e indireto

O verbo chamar é transitivo direto e indireto, estabelecendo regência sem preposição com um objeto direto e com preposição com um objeto indireto. São possíveis diversas construções corretas com o verbo chamar, com diversas preposições.

Regência com a preposição de, com o sentido de apelidar, tachar ou denominar.

  • Chamar de burro;
  • Chamar de feio;
  • Chamar de chato;
  • Chamar de analfabeto;
  • ...

Com esse sentido, há ainda quatro possíveis construções, uma vez que é possível a utilização de um objeto indireto, de um objeto direto, de um objeto direto preposicionado e ainda de um predicativo do objeto, preposicionado ou não.

  • Bianca chamou o amigo feio.
  • Bianca chamou o amigo de feio.
  • Bianca chamou ao amigo feio. 
  • Bianca chamou ao amigo de feio.
  • Bianca chamou-o feio.
  • Bianca chamou-o de feio.
  • Bianca chamou-lhe feio. 
  • Bianca chamou-lhe de feio.

Regência com a preposição para, com o sentido de convidar para algum lugar ou para algum cargo.

  • Chamar o amigo para a festa;
  • Chamar os filhos para casa;
  • Chamar o funcionário para um cargo de direção.

Regência com as preposições a e para, com o sentido de assumir uma responsabilidade:

  • Chamar a si as responsabilidades;
  • Chamar para si todas as obrigações.

Regência com a preposição a, com o sentido de incitar alguém a alguma coisa:

  • Chamar o pai à razão;
  • Chamar o avô à lucidez;
  • Chamar o diretor à responsabilidade;
  • ...

Chamar como verbo transitivo indireto

O verbo chamar pode ser também transitivo indireto, estabelecendo regência com a preposição por quando apresenta o sentido de pedir ajuda ou proteção.

  • Chamar por Deus;
  • Chamar por mim;
  • Chamar pela mãe;
  • ...

Pode ser também regido pela preposição por com o sentido de solicitar a presença de alguém. Nesse caso, a preposição por atua como uma preposição de realce, podendo ser retirada.

  • Chamar por você;
  • Chamar pelo namorado;
  • Chamar pela avó;
  • ...

Chamar como verbo pronominal

O verbo chamar é pronominal, sendo conjugado com um pronome oblíquo átono (me, te, se, nos, vos, se), quando indica o ato de ter como nome ou apelido.

  • Eu chamo-me Flávia.
  • Ela se chama Renata.
  • Ele não se chama Paulo.

Saiba mais sobre a regência verbal e veja também a conjugação do verbo chamar.